sábado, maio 15, 2021
Home Ciência PUC-Rio propõe uso de IA na detecção de casos de covid-19

PUC-Rio propõe uso de IA na detecção de casos de covid-19

Projeto propõe emprego de imagens 3D para diagnóstico do novo coronavírus

Divulgado nesta segunda-feira (5), o projeto de tecnologia selecionado pelo Programa de Combate a Epidemias da Coordenação de desenvolvimento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC) elaborado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) pretende usar Inteligência Artificial (IA) e imagens 3D para conhecer o percentual de comprometimento pulmonar de pacientes com a covid-19.

A pesquisa apresenta um sistema de visualização das imagens de tomografia computadorizada que se integra a uma plataforma de telemedicina para localizar e quantificar lesões pulmonares.

Saiba mais: Vacina de Oxford: Testes em brasileiros continuam

Segundo a universidade, a tecnologia promete diagnóstico mais rápido e preciso da doença, já que, além de identificar o grau de comprometimento pulmonar causado pelo vírus SARS-COV-2, criará um banco de dados para ajudar no reconhecimento da doença.

Os pesquisadores afirmam que será possível conhecer o percentual de comprometimento pulmonar de pacientes com COVID-19 usando a inteligência artificial (IA) e imagens 3D. A proposta é coordenada por Alberto Raposo, professor de informática do Instituto Tecgraf de Desenvolvimento de Software Técnico-Científico da PUC-Rio.

“Com a imagem 3D, você pode ter uma visão mais correta do tamanho do acometimento pulmonar, o que pode ser, em alguns casos, “enganado” com uma imagem 2D”, explica Raposo.

Saiba maisCoronavac: documentação da vacina é entregue ao Ministério da Saúde para análise

A Inteligência Artificial pode fornecer, além da precisão na detecção do grau de severidade da doença, capacidade de identificação de padrões de imagens. Isso possibilitaria uma melhor compreensão de médicos de outras áreas e ainda resultaria na criação de um banco de dados de casos clínicos para estudantes de medicina, médicos e residentes.

O projeto pretende inserir as imagens 3D dos pulmões em uma plataforma de telemedicina. Vinculada ao sistema de atendimento em hospitais e áreas remotas, a iniciativa evitará a ida desnecessária aos hospitais — nos casos menos graves ou na recuperação pós-alta. Segundo o coordenador, a tecnologia é uma ferramenta importante para viabilizar o atendimento a distância para triagem e monitoramento de pacientes.

Programa Combate a Epidemias

O programa é um conjunto de ações de apoio a projetos, pesquisas e formação de pessoal de alto nível para enfrentar a pandemia de covid-19 e temas relacionados a endemias e epidemias no âmbito dos programas de pós-graduação de mestrado e doutorado do País. Ele está estruturado em duas dimensões: ações estratégicas emergenciais imediatas e ações estratégicas emergenciais induzidas em áreas específicas.

Em três editais, 109 projetos de pesquisa e formação de recursos humanos foram selecionados, com o envolvimento de mais de 1.300 pesquisadores de universidades brasileiras e estrangeiras. Os projetos vão estudar temas relacionados a Epidemias, Fármacos e Imunologia e Telemedicina e Análise de dados Médicos.

Popular

Olimpíada de Tóquio está confirmada mesmo com piora da covid-19 no Japão

A chefe da Olimpíada de Tóquio, Seiko Hashimoto, disse nesta sexta-feira (16) que o Japão está comprometido a realizar Jogos seguros no verão local,...

OMS: taxa de infecção por covid-19 está próxima do valor mais alto

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, disse hoje (16) que o número de novos casos de covid-19 por semana, em...

1,5 milhão de brasileiros estão com segunda dose da vacina contra covid-19 atrasada

Cerca de 1,5 milhão de brasileiros estão com a segunda dose da vacina contra a covid-19 atrasada. O dado foi trazido nesta terça-feira (13)...

Caixa inicia pagamento do auxílio emergencial a nascidos em abril

Trabalhadores informais nascidos em abril começam a receber hoje (13) a nova rodada do auxílio emergencial. O benefício terá parcelas de R$ 150 a...