terça-feira, abril 20, 2021
Home Mundo Portugal: voos com Brasil e Reino Unido ficam suspensos até dia 31

Portugal: voos com Brasil e Reino Unido ficam suspensos até dia 31

Informação foi divulgada hoje pelo governo português

Os voos, comerciais ou privados, com origem ou destino no Brasil e no Reino Unido vão manter-se suspensos até dia 31 de março, anunciou hoje (15) o governo de Portugal.Em nota, o Ministério da Administração Interna diz que as medidas restritivas do tráfego aéreo vão continuar em vigor até o último dia deste mês, devido à situação epidemiológica provocada pela covid-19.

Como no estado de emergência anterior, continuam a ser permitidos apenas os voos de natureza humanitária, para repatriamento de cidadãos nacionais, da União Europeia e de países associados ao Espaço Schengen, e seus familiares, bem como de cidadãos de outros países com residência legal em território português.

Contudo, esses cidadãos têm de comprovar a realização de teste laboratorial (RT-PCR) para rastreio da infecção por SARS-CoV-2, com resultado negativo, feito nas 72 horas anteriores ao momento do embarque, exceto crianças com menos de dois anos, além de cumprir 14 dias de isolamento.

Os voos de ligação para os seus países têm de ser aguardados em um local próprio, no interior do aeroporto.

São ainda permitidos voos de repatriamento de cidadãos estrangeiros que se encontrem em Portugal continental.

Os passageiros de países que tenham taxa de incidência igual ou superior a 500 casos por 100 mil habitantes devem, além do teste, cumprir período de isolamento profilático de 14 dias, exceto quando a permanência em território nacional não exceda 48 horas.

Os passageiros que chegarem a Portugal sem o comprovante do teste devem fazê-lo no interior do aeroporto, pagando por ele, e aguardar o resultado no local.

A medida acontece em um momento no qual o Brasil tem extrema dificuldade em conter o avanço da pandemia no país. A média móvel de mortes da última semana alcançou mais de 1800 vítimas diárias, o maior patamar desde o início da pandemia.

O número de casos tem sido cada vez mais alto e os óbitos também fugiram do controle. Secretarias estaduais de Saúde têm alertado as autoridades federais de que haverá falta na disponibilidade de leitos de UTI rapidamente. Especialistas e infectologistas afirmam que o Brasil vive o pior momento na crise sanitária, e que o colapso na saúde se aproxima com força.

Enquanto isso, o governo federal segue claudicante no combate ao coronavírus. Jornais como Folha de S.Paulo e O Globo noticiam que o presidente Jair Bolsonaro quer trocar o seu ministro da Saúde, o general da ativa Eduardo Pazuello. No entanto, ainda não encontrou um substituto.

Se a mudança de fato ocorrer, seria a quarta troca no comando da Pasta, tudo isso em meio ao caos causado pela covid-19. Desde março do ano passado, já comandaram o ministério Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e, agora, Pazuello.

Fonte: Agência Brasil

Popular

Olimpíada de Tóquio está confirmada mesmo com piora da covid-19 no Japão

A chefe da Olimpíada de Tóquio, Seiko Hashimoto, disse nesta sexta-feira (16) que o Japão está comprometido a realizar Jogos seguros no verão local,...

OMS: taxa de infecção por covid-19 está próxima do valor mais alto

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, disse hoje (16) que o número de novos casos de covid-19 por semana, em...

1,5 milhão de brasileiros estão com segunda dose da vacina contra covid-19 atrasada

Cerca de 1,5 milhão de brasileiros estão com a segunda dose da vacina contra a covid-19 atrasada. O dado foi trazido nesta terça-feira (13)...

Caixa inicia pagamento do auxílio emergencial a nascidos em abril

Trabalhadores informais nascidos em abril começam a receber hoje (13) a nova rodada do auxílio emergencial. O benefício terá parcelas de R$ 150 a...