Pular para o conteúdo

Origem da Baunilha: História e Curiosidades

Origem da Baunilha

A Fascinante Jornada da Baunilha: Da Mesoamérica aos Nossos Dias

A baunilha é um dos ingredientes mais apreciados na gastronomia mundial. Sua essência é utilizada em uma infinidade de produtos, desde sobremesas e bebidas até perfumes e cosméticos. Mas você já se perguntou sobre a origem da baunilha? Neste artigo, vamos explorar a fascinante história dessa especiaria, suas origens e o impacto que teve ao longo dos séculos.

O que é a Baunilha?

A baunilha é um derivado das vagens de orquídeas do gênero Vanilla, nativas do México. A espécie mais comum é a Vanilla planifolia. A essência de baunilha é extraída dessas vagens através de um processo meticuloso que envolve a cura e a fermentação.

História e Origem da Baunilha

A história da baunilha remonta às antigas civilizações pré-colombianas da Mesoamérica. Os Totonacas, um povo indígena que habitava a região que hoje corresponde ao estado de Veracruz, no México, foram os primeiros a cultivar baunilha. Eles acreditavam que a planta tinha origens divinas e a utilizavam em rituais religiosos.

Quando os astecas conquistaram os Totonacas, adotaram o uso da baunilha, misturando-a com cacau para criar uma bebida chamada “xocolatl”. Esta bebida era reservada para a nobreza e os guerreiros.

A Baunilha na Era Colonial

A chegada dos espanhóis ao Novo Mundo marcou o início da disseminação da baunilha pelo mundo. Hernán Cortés, ao retornar à Espanha, levou consigo amostras de cacau e baunilha, apresentando-as à corte espanhola. A partir daí, a baunilha começou a ganhar popularidade na Europa, especialmente entre a nobreza.

No entanto, o cultivo de baunilha fora do México enfrentava dificuldades devido à ausência do seu polinizador natural, a abelha Melipona. Foi somente no século XIX que se descobriu uma técnica de polinização manual, permitindo o cultivo da baunilha em outras regiões tropicais, como Madagascar, Indonésia e Tahiti.

A Baunilha Hoje

Baunilha

Baunilha

Atualmente, Madagáscar é o maior produtor de baunilha do mundo, seguido pela Indonésia e outras ilhas do Oceano Índico. A baunilha de Madagascar, também conhecida como baunilha Bourbon, é famosa por sua qualidade superior e sabor intenso.

Curiosidades sobre a Baunilha

Variedades de Baunilha: Existem várias espécies de baunilha, mas as mais comercializadas são a baunilha Bourbon (de Madagascar), a baunilha do Taiti e a baunilha mexicana.

Produção Trabalhosa: A produção de baunilha é extremamente trabalhosa. As flores de baunilha florescem por apenas um dia e devem ser polinizadas manualmente durante este curto período.

Valor da Baunilha: A baunilha é a segunda especiaria mais cara do mundo, depois do açafrão, devido ao seu processo de produção intensivo em mão-de-obra.

Baunilha Sintética: Devido ao alto custo da baunilha natural, a maior parte da essência de baunilha utilizada em produtos alimentícios e cosméticos é sintética, produzida a partir da lignina, um subproduto da indústria madeireira.

A baunilha tem uma história rica e fascinante, desde suas origens nas civilizações indígenas da Mesoamérica até seu status atual como uma das especiarias mais valorizadas do mundo. Seu cultivo e produção exigem habilidades especializadas e um profundo conhecimento das condições ideais para seu desenvolvimento. Ao apreciar o sabor e o aroma da baunilha, estamos saboreando séculos de tradição e um complexo processo de produção.

De onde vem o aroma de baunilha?

Alimentos doces, como bolos e sorvete, sempre estão sendo consumidos pelos brasileiros, mas há épocas do ano que esse tipo de comida sempre está em alta, a páscoa e o natal. Quando falamos em doce, um dos ingredientes mais lembrados é a baunilha.

A baunilha é essencial para algumas receitas doces, principalmente bolos, bolachas, entre outros. De um sabor e aroma irresistível, a baunilha agrada o paladar e o olfato dos brasileiros, mas uma curiosidade que poucos devem saber é de onde vem o aroma da baunilha.

O aroma da baunilha vem de um lugar muito inusitado. Ao contrário do que pode ser pensado, o aroma da baunilha não vem da planta, sendo necessário a fabricação dele por meio das excreções de castores. É isso mesmo que você leu! O delicioso e delicado aroma da baunilha é produzido a partir das excreções de castores, chamada castóreo.

O que é castóreo dos castores?

O castóreo é uma glândula oleosa produzida e usada pelo castor para se impermeabilizar, engordurando a sua pelagem e marcar território. A glândula é composta por colesterol, ácido benzóico e ácido salicílico.

O castóreo é feito por meio de duas glândulas situadas entre os órgãos genitais e o ânus dos castores. O aroma da substância é gerado graças a uma dieta à base de folhas e cascas de árvore.

Quais os tipos de baunilha?

tipos de baunilha

Diferentes tipos de baunilha

Não existe apenas um tipo de baunilha no mundo. O que determina cada tipo de baunilha é a sua origem e sua espécie, que são os principais fatores que determinam o aroma, o sabor e aparência do ingrediente.

Existem duas espécies principais de orquídea do gênero vanilla que são utilizadas para a produção de baunilha: planifolia e tahitiensis.

A baunilha da espécie planifolia (folha plana) é cultivada em grande parte do mundo, em especial no México e em Madagascar, sendo a espécie mais produzida, pois contém um alto teor de vanilina, ingrediente ativo responsável pelo sabor. Confira a diferença entre baunilha do México e da Madagascar.

  • A baunilha do México apresenta um sabor levemente amadeirado, doce e apimentado, muito semelhante ao cravo-da-índia ou noz-moscada. É muito utilizado em composições com chocolate, frutas cítricas, canela, cravo e outras especiarias quentes;
  • A baunilha de Madagáscar que também pode ser encontrada com o nome  Madagascar-Bourbon, apresenta um sabor doce e aveludado. Essa espécie de baunilha é muito versátil, podendo ser usada em receitas quentes e frias.

Já a espécie tahitiensis ou também conhecida como baunilha do Taiti, se caracteriza por um sabor mais floral e um teor de vanilina mais baixo, em comparação a espécie planifolia. Esta baunilha é muito suscetível ao calor, por isso é indicada para alimentos congelados e refrigerados.

Gostou desse artigo? Então confira nosso artigo sobre a especiaria mais cara do mundo, clicando aqui!

Marcações: