Pular para o conteúdo

Brasil terá primeiro escritório da Organização Mundial do Turismo nas Américas

Organização mundial

Novidade foi confirmada por Zurab Pololikashvili, secretário-geral da entidade, em reunião com governo brasileiro

O secretário-geral da Organização Mundial do Turismo (OMT), Zurab Pololikashvili, anunciou, em um encontro com o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, a escolha do Brasil como primeiro país das Américas a receber um escritório da entidade.

Saiba mais: Quase 60 cidades do Brasil vão ter segundo turno das eleições

É uma honra receber a principal autoridade do Turismo mundial em um momento decisivo para a nossa atividade no Brasil. Após meses de muita dificuldade, onde nossa atividade foi a primeira e mais afetada pela pandemia da Covid-19, vivemos o momento da retomada do turismo.” avaliou o ministro.

“Nosso trabalho junto à OMT certamente será determinante para o retorno gradual e seguro de nossa atividade e não tenho dúvida que essa parceria irá sair ainda mais fortalecida desse momento”, complementou.

Entre os objetivos da visita, acompanhar as ações desenvolvidas pela Pasta voltadas para a retomada da atividade, bem como reafirmar o trabalho conjunto entre a entidade e o Governo Federal. Durante o encontro com o presidente Bolsonaro, Zurab também informou o interesse em parcerias para ofertar qualificação da mão de obra no setor.

Saiba mais: Em reunião do Brics, Presidente Bolsonaro defende reforma em organismos internacionais

Por fim, o secretário-geral avaliou a possibilidade de realizar, em Angra dos Reis (RJ), um Fórum com ministros do Turismo de vários países. Zurab ainda reafirmou seu compromisso em ajudar o país a aumentar os números do turismo doméstico e internacional.

Após a agenda no Palácio do Planalto, o representante da OMT seguiu para o Ministério do Turismo onde se reuniu com os secretários da Pasta e parte da equipe técnica para conhecer as ações que vem sendo desenvolvidas no âmbito do governo federal com foco na proteção da atividade durante a pandemia e nas ações de retomada do setor, bem como de atração de investimentos.

É a primeira vez que um governo dá prioridade a pauta do turismo. Estamos comprometidos com o governo brasileiro para investir mais em qualificação e infraestrutura, além de abrir um escritório de divulgação no Brasil […] Temos produtos e metodologias que vamos trazer para cá com o intuito de capacitar os jovens brasileiros para esse mercado”, se comprometeu Zurab.

Inovação

Entre os diferenciais determinantes para a retomada do turismo está a inovação. E a parceria do MTur com a Organização Mundial do Turismo já resultou em importantes conquistas, como a realização do 1º Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo e a decisão de instalar o Wakalua no Brasil, primeiro centro global dedicado em aliar ações inovadores ao turismo.

A inovação será um importante diferencial para aumentar a competitividade do Brasil nesse momento de retomada das atividades, e o fortalecimento da parceria com a OMT certamente permitirá que tenhamos um ganho significativo na qualidade dos produtos turísticos que ofertamos”, finalizou o ministro Marcelo Álvaro Antônio.edit

O 1º Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo buscou soluções para a retomada das atividades turísticas no país por meio de projetos de base tecnológica que respondam tanto a necessidades imediatas do contexto pós-pandemia quanto a desafios gerais do turismo brasileiro.

Quase 800 startups se inscreveram na competição e as 10 finalistas foram classificadas para as semifinais da terceira edição da UNWTO Tourism Startup Competition, desafio global promovido pela OMT em parceria com o Wakalua.