terça-feira, março 9, 2021
Home Nacional ONU Brasil destaca importância do Seminário Internacional do Criança Feliz

ONU Brasil destaca importância do Seminário Internacional do Criança Feliz

Evento vai tratar sobre a qualificação das ações do programa, com a presença de parceiros nacionais e internacionais

Considerado no ano passado o maior programa do mundo na área de inovação em educação e vencedor do prêmio Wise Awards, o Criança Feliz será debatido entre hoje (1)  e quinta-feira (3), durante o III Seminário Internacional – Programa Criança Feliz. E terá a participação dos principais parceiros do programa em âmbito global, como o Banco Mundial e o Programa Conjunto Fundo ODS (UNICEF, Pnud, UNFPA, Unesco e ONU Mulheres).

O Programa Conjunto Fundo ODS tem como objetivo incentivar os países no alcance dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, com o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU).

Saiba mais: Expectativa de vida média no Brasil chega a 76 anos, diz estudo

No Brasil, é formado por um conjunto de agências parceiras (Unicef, Pnud, UNFPA, Unesco e ONU Mulheres), que participam ativamente do Criança Feliz, ao lado do Ministério da Cidadania, desenvolvendo conteúdos que auxiliem o trabalho dos visitadores, sobretudo no contexto da pandemia de Covid-19.

Nós sabemos que intervenções integradas na primeira infância são cruciais para melhorar as vidas das famílias e comunidades. O investimento no desenvolvimento das crianças a partir dos primeiros anos de vida é uma das formas mais eficazes de promover o crescimento econômico inclusivo…“, destaca o coordenador residente do Sistema ONU no Brasil, Niky Fabiancic.

Saiba mais: Governo pretende levar refugiados idosos venezuelanos para interior do Rio de Janeiro

É por isso que o Sistema ONU firmou parceria com o Ministério da Cidadania, por meio do Fundo Conjunto para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), para fortalecer o Programa Criança Feliz e ampliar o acesso dos municípios brasileiros a serviços essenciais para a promoção do desenvolvimento sustentável e para a implementação da Agenda 2030“, completa.

Fabiancic destacou também como os desafios vivenciados em 2020, sobretudo em relação às visitas domiciliares, resultaram na busca por soluções inovadoras para que as famílias continuassem apoiadas de forma segura durante a pandemia.

Capital humano

Além de representantes da ONU, outra participação internacional no seminário será do Banco Mundial. “O Banco Mundial colabora com os países para reduzir a pobreza e gerar oportunidades, especialmente para famílias em condições de pobreza e vulnerabilidade“, ressalta a economista Julieta Trias.

Investir na primeira infância é um dos investimentos mais inteligentes que um país pode fazer para reduzir a pobreza extrema, combater a desigualdade e desenvolver o capital humano necessário para que a economia cresça e se diversifique“, pondera.

Ainda de acordo com a economista, os primeiros anos de vida são fundamentais para o desenvolvimento da criança. Durante essa etapa, o cérebro se desenvolve no ritmo mais rápido de toda a sua vida. Sendo assim, nesta fase as crianças começam a desenvolver habilidades que serão a base para o seu aprendizado na escola e a sua produtividade na vida adulta.

Julieta alerta que os primeiros 1.000 dias da criança são considerados uma janela de oportunidade. Se essa oportunidade for perdida, segundo ela, remediar seria muito mais caro e difícil em outra fase da vida.

O seminário é de suma relevância porque será um espaço no qual o Programa Criança Feliz poderá rever tanto as melhores práticas locais e internacionais quanto os desafios que outros programas semelhantes têm enfrentado no resto do mundo“, acredita.

Qualificação

O encontro contará ainda com a participação de fundações ligadas à infância, coordenadores estaduais e parceiros do Criança Feliz, governadores e secretários estaduais e municipais de Assistência Social.

Ao longo dos três dias de programação, o objetivo é propor estratégias estruturais para a promoção do desenvolvimento infantil e do fortalecimento de vínculos, por meio da qualificação das ações do programa, levando em consideração os diferentes contextos socioeconômicos, geográficos e culturais. As mesas temáticas serão transmitidas ao vivo pela internet.

A iniciativa do Governo Federal voltada para a primeira infância completou quatro anos em outubro com mais de um milhão de pessoas visitadas. São 898 mil crianças atendidas, 881 mil famílias acompanhadas e 202 mil gestantes orientadas em 2.928 municípios brasileiros.

Popular

Início do Brasil nas Eliminatórias superou as expectativas, afirma técnico Tite

Para o técnico da seleção brasileira, Tite, o início da equipe nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar (2022) superou as...

Desfalcados e molhados, Corinthians e Palmeiras não saem do empate

O primeiro Derby Paulistano pela temporada 2021 acabou empatado. Na noite desta quarta-feira (3), debaixo de muita chuva, Corinthians e Palmeiras ficaram no 2...

Em meio à pandemia, atividade econômica cresce no Norte e Centro-Oeste

Mesmo em meio à pandemia de covid-19, que provocou a redução da atividade econômica em todo o país, as regiões Norte e Centro-Oeste registraram...

Estudo revela tamanho da desigualdade de gênero no mercado de trabalho

Levantamento divulgado hoje (4) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que 54,5% das mulheres com 15 anos ou mais integravam a força de...