segunda-feira, dezembro 6, 2021
Home Mundo ONU alerta para agravamento da insegurança alimentar na América Central

ONU alerta para agravamento da insegurança alimentar na América Central

Fome extrema atinge 8 milhões de pessoas na região

O nível de insegurança alimentar está aumentando fortemente na América Central, onde quatro países enfrentam crises econômicas motivadas pela pandemia do novo coronavírus e catástrofes climáticas, advertiu (23) hoje a Organização das Nações Unidas (ONU).

Segundo o Programa Alimentar Mundial (PAM) das Nações Unidas, o número de pessoas em situação de insegurança alimentar, que em 2018 era de cerca de 2,2 milhões em El Salvador, Honduras, na Guatemala e Nicarágua, quase quadruplicou, atingindo 8 milhões.

Entre esses 8 milhões, 1,7 milhão de pessoas necessitam de ajuda alimentar de urgência, informou o PAM em comunicado, no qual também apela por maior envolvimento dos doadores.

A agência da ONU destacou que a região, onde vários anos de seca e de alterações climáticas perturbaram a produção alimentar, sofreu particularmente os efeitos dos furações de 2020, que destruíram colheitas vitais.

“Os furacões Eta e Iota, que atingiram a América Central em novembro de 2020, afetaram a vida de 6,8 milhões de pessoas que perderam as suas habitações e o seu ganha-pão”, acrescentou a organização internacional.

“Atendendo ao nível de destruição e aos problemas com que se confrontam as pessoas afetadas, calculamos que a recuperação seja longa e lenta”, considerou Miguel Barreto, chefe do PAM para a América Latina e Caribe.

Antes da chegada dos furacões, a pandemia já tinha atingido fortemente a população dos quatro países, onde um elevado número de núcleos familiares registou quebra de rendimento ou perda de emprego.

Segundo os inquéritos do PAM, o número de famílias na Guatemala que afirmam não ter o suficiente para comer duplicou em relação ao período anterior à pandemia, e o número aumentou mais de 50% em Honduras.

“As comunidades urbanas e rurais da América Central tocaram no fundo”, advertiu Miguel Barreto.

“A crise económica provocada pelo novo coronavírus já tinha tornado inacessíveis os alimentos disponíveis nos mercados para as famílias mais vulneráveis, que ainda foram mais afetadas pelos furacões Eta e Iota”, afirmou.

“Muitos não têm onde viver e refugiaram-se em abrigos temporários, onde sobrevivem com menos que nada”.

Devido à destruição de muitas habitações e quintas, as reservas alimentares ameaçam esgotar-se e as oportunidades de trabalho escasseia. Cerca de 15% das pessoas ouvidas pelo PAM afirmaram que pretendem emigrar, contra 8% em 2018.

O programa apelou aos doadores internacionais para intensificarem a ajuda, indicando que precisam de mais de US$ 47 milhões para ajudar 2,6 milhões de pessoas nos quatro países, durante os próximos seis meses.

Fonte: Agência Brasil

Popular

Matheus Cunha, Vini Jr e Raphinha dominam seleção e ganham espaço com Tite

Jovens desbancam jogadores consagrados para ocuparem lugar de destaque na equipe um ano antes da Copa do Mundo Faltando um ano para a Copa do...

Quem é Millie Bobby Brown?

Millie Bobby Brown é uma atriz e cantora britânica nascida na Espanha Nascida no dia 19 de fevereiro de 2004, em Marbella, localizada na Espanha,...

Confira o resultado da Federal do sábado (4)

O último resultado da Federal saiu no sábado, dia 4 de setembro O resultado da Loteria Federal do Concurso 5564 foi disponibilizado na noite do...

Fomento mercantil: o que é e qual o objetivo

Fomento mercantil é uma prática para pequenas e médias empresas O fomento mercantil ou comercial e como também é conhecido, factoring é um prática de...

Conheça os 9 melhores sites de emprego

Com a internet sites de emprego se tornaram populares entre profissionais sem ocupação. Confira os melhores sites de emprego no Brasil Uma das coisas mais...

Veja mais de 30 marcas que testam em animais

Marcas que testam em animais ganham visibilidade negativa na mídia  Os testes em animais não é algo recente e muitas marcas de cosméticos têm essa...

Caso Evandro vira podcast e série documentário

O caso Evandro aconteceu em abril de 1992 em Guaratuba no Paraná Em 1992, no dia 6 de abril, em Guaratuba, no litoral do Paraná,...

Palmeiras na Libertadores: elimina São Paulo e está na semifinal

Palmeiras na Libertadores continua a ser sinónimo de sucesso. O clube se tornou o primeiro time brasileiro nas semifinais da atual edição...