sexta-feira, fevereiro 26, 2021
Home Variedades Quatro invenções de Thomas Edison que usamos até hoje

Quatro invenções de Thomas Edison que usamos até hoje

Americano é considerado “pai da luz”, mas criou outros instrumentos comuns no cotidiano

Thomas Alva Edison (1847-1931) é um dos inventores norte-americanos mais conhecidos da história. Em toda sua vida registrou, ele registrou cerca de 2 mil patentes entre criações e itens comprados por ele. Mas verdade é que muitas de suas invenções são úteis até hoje.

Fonógrafo

Uma das invenções responsáveis por levar Thomas Edison à fama foi o fonógrafo, o primeiro aparelho capaz de gravar e reproduzir sons.

Na verdade, ele estava trabalhando em um aparelho capaz de transmitir voz humana por fios elétricos. Mas Alexander Graham Bell chegou na frente e patenteou o primeiro telefone.

Thomas então aperfeiçoou a criação do cientista britânico, mas pensou além: se dava para transmitir voz via fio, também haveria um jeito de gravá-la e reproduzi-la. Assim nasceu o avô do tocador de discos, walkman, mp3, etc.

A lâmpada incandescente

Depois do sucesso do fonógrafo, em 1877, Thomas tornou-se famoso, uma celebridade nacional aos 31 anos de idade.

Não é possível dizer que Edison inventou a lâmpada do zero, pois a eletricidade naquela época era relativamente comum e muitos estudiosos faziam experimentos e estudos voltados para essa criação, que já existia, mas não funcionava por mais que poucas horas.

O que Thomas Edison fez foi, finalmente, depois de meses de testes, descobrir o material capaz de incandescer sem queimar. O filamento de carvão foi capaz de manter a primeira lâmpada ligada por quase dois dias, e Edison foi ovacionado como um gênio na época (1879).

Saiba mais: A Maldição da Mansão Bly, a série de terror da Netflix que ganhou os brasileiros

Bateria

O gênio criou também a bateria elétrica para carros, conhecida como bateria de níquel-ferro. Esta invenção oferecia uma fonte muito mais durável aos veículos da época. Hoje em dia algumas fábricas e indústrias ainda a produzem, para armazenar a eletricidade excedente, como, por exemplo, de painéis de energia solar e turbinas eólicas.

Distribuição de energia elétrica

Thomas criou também a distribuição de Energia Elétrica. O primeiro sistema de eletricidade iluminou uma estação em Nova York, em 1882. Com isso, ele começou a se tornar milionário. Apenas com o esquema necessário para criar uma rede de distribuição de energia elétrica para casas nova iorquinas (na época ainda iluminada por velas e outros dispositivos como o lampião), o empresário registrou  ao todo mais de 300 patentes, que lhe renderam muito dinheiro.

Saiba mais: Primeiro 007, ator Sean Connery morre aos 90 anos

Popular

ONU alerta para agravamento da insegurança alimentar na América Central

O nível de insegurança alimentar está aumentando fortemente na América Central, onde quatro países enfrentam crises econômicas motivadas pela pandemia do novo coronavírus e catástrofes...

Netflix acrescenta novo filme sobre Pelé no rol de documentários

Um novo filme sobre Pelé é o mais recente lançamento de uma série de documentários que tem sido descrita como a era de ouro...

Flamengo vence Inter de virada e assume a liderança do Brasileiro

O Flamengo venceu o Internacional de virada por 2 a 1 na tarde deste domingo (21) no Maracanã em partida válida pela 37ª rodada do Campeonato...

Após 9º título do Australian Open, Djokovic desabafa sobre críticas: “Sou um ser humano”

Na manhã deste domingo (21), no horário de Brasília, o sérvio Novac Djokovic venceu o russo Daniil Medvedev na final do Aberto da Austrália,...