domingo, fevereiro 28, 2021
Home Economia Exportações a países árabes chegam a US$ 4,6 bilhões em 2020

Exportações a países árabes chegam a US$ 4,6 bilhões em 2020

Governo comemorou resultado em discurso virtual na abertura do Fórum Econômico Brasil e Países Árabes

O presidente Jair Bolsonaro informou nesta segunda-feira (19), que a aproximação no campo político entre Brasil e países árabes tem permitido novos espaços de cooperação em setores estratégicos, como ciência, tecnologia, inovação e energia e que pretende estreitar ainda mais as essas relações. Bolsonaro participou da abertura do Fórum Econômico Brasil e Países Árabes, que acontece de forma virtual até a próxima quinta-feira (22).

Exportações a países árabes chegaram a US$ 4,6 bilhões neste ano considerando os 22 países da Liga Árabe, abrangendo uma ampla gama de produtos, com destaque para o agronegócio.

Saiba mais: Imposto de importação para soja e milho é zerado até 2021

“Pretendemos continuar a estreitar os laços históricos, culturais e de amizade que une os nossos povos. Também queremos aproveitar o enorme potencial que ainda há para ser explorado nos mais diversos setores e abrir novas frentes de diálogo, cooperação e trabalho pela prosperidade das nossas nações”, disse.

Vale ressaltar a divulgação feita nesta terça do superávit de US$ 0,682 bilhão e corrente de comércio de US$ 6,266 bilhões na terceira semana de outubro de 2020, segundo o Ministério da Economia. O comércio ainda teve como resultado de exportações o valor de US$ 3,474 bilhões e importações de US$ 2,792 bilhões. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia.

Em 2019, Jair Bolsonaro esteve em visita aos Emirados Árabes Unidos, Catar e Arábia Saudita onde apresentou as reformas que o governo está empreendendo na área econômica e as oportunidades de investimento no país. O intercâmbio entre o Brasil e países árabes superou os US$ 11 bilhões, no ano anterior.

Saiba mais: Superávit do Brasil com China soma US$ 28,8 bi, diz FGV

Tenho certeza de que podemos aproveitar a moderna infraestrutura dos países do golfo para diversificar e expandir o acesso dos produtos brasileiros aos mercados da Ásia”, afirmou Jair.

As relações entre os países árabes e o Brasil são de parcerias estratégicas na segurança alimentar, destacou o presidente. Ele ainda citou que países como Catar, Emirados Árabes e Kuwait investem no Brasil aproximadamente US$ 4 bilhões a US$ 5 bilhões por ano e o trabalho é para que esse número seja multiplicado.

Cerca de 30 empresas brasileiras possuem escritórios e unidades de produção no Oriente Médio. Durante o discurso oficial, Bolsonaro mencionou as parcerias comerciais em países árabes da África, como Egito, Marrocos e Argélia.

Estamos prontos a estabelecer novas frentes de diálogo e de colaboração a fim de estabelecermos marcos regulatórios capazes de aprimorar ainda mais os investimentos entre o Brasil e os países árabes”, finalizou.

Missão humanitária ao Líbano

Como demonstração de amizade e colaboração com os países árabes, o Presidente lembrou da missão especial de assistência humanitária ao Líbano, em agosto deste ano, oportunidade em que o Brasil enviou medicamentos, insumos e equipamentos médico-hospitalares. A ajuda ocorreu após uma explosão na zona portuária da capital Beirute, ocasião que deixou mortos, feridos e desabrigados.

Popular

ONU alerta para agravamento da insegurança alimentar na América Central

O nível de insegurança alimentar está aumentando fortemente na América Central, onde quatro países enfrentam crises econômicas motivadas pela pandemia do novo coronavírus e catástrofes...

Netflix acrescenta novo filme sobre Pelé no rol de documentários

Um novo filme sobre Pelé é o mais recente lançamento de uma série de documentários que tem sido descrita como a era de ouro...

Flamengo vence Inter de virada e assume a liderança do Brasileiro

O Flamengo venceu o Internacional de virada por 2 a 1 na tarde deste domingo (21) no Maracanã em partida válida pela 37ª rodada do Campeonato...

Após 9º título do Australian Open, Djokovic desabafa sobre críticas: “Sou um ser humano”

Na manhã deste domingo (21), no horário de Brasília, o sérvio Novac Djokovic venceu o russo Daniil Medvedev na final do Aberto da Austrália,...