domingo, fevereiro 28, 2021
Home Nacional Brasil discute projeto de cidades inteligentes em evento da ONU

Brasil discute projeto de cidades inteligentes em evento da ONU

Documento vai indicar diretrizes para a implementação de tecnologias para melhorar os ambientes urbanos no Brasil

O Ministério Desenvolvimento Regional (MDR) participou nesta terça-feira (27) do debate sobre o processo de construção da Carta Brasileira para Cidades Inteligentes. O debate foi parte do evento “Cidades Pós-Covid-19: Diálogos entre o Brasil e a África lusófona”, promovido pela ONU Habitat. A série de webinares ocorre durante todo o mês de outubro para abordar temáticas e desafios das cidades no futuro.

A Carta Brasileira para Cidades Inteligentes está sendo elaborada desde agosto de 2019 com a participação integrada do Governo Federal, da sociedade civil, da academia e do setor privado.

Ela terá como base as premissas da Política Nacional de Desenvolvimento Urbano (PNDU) e visa orientar a agenda de cidades inteligentes no governo federal para os próximos anos, servindo de alicerce também para que estados e municípios formulem políticas relativas ao tema, de modo a consolidar o entendimento de que a tecnologia deve estar a serviço do cidadão.

Saiba mais: 60% dos brasileiros consideram protocolos sanitários fundamentais em viagens, aponta pesquisa

Outro aspecto importante será a promoção dos direitos humanos, observando aspectos como privacidade pessoal e de dados, transparência do poder público, cidadania e segurança.

Além disso, a iniciativa visa promover padrões de desenvolvimento urbano sustentável, que levem em conta o contexto brasileiro da transformação digital nas cidades. Nela, oito objetivo estratégicos apresentam uma agenda pública, comum e articulada, para a transformação digital sustentável do País.

O documento oferece um conceito nacional para o termo “cidades inteligentes” e disponibiliza uma estrutura para a indexação das diversas iniciativas brasileiras vinculadas ao tema. Além disso, visa apoiar municípios e demais agentes nas ações locais para cidades inteligentes.

“O grande ponto disso tudo é trabalhar um tema inovador de forma inovadora. Formulamos a Carta em rede e vamos implementá-la em rede. O MDR vai pegar as recomendações pertinentes e vamos implementá-las. Mas tem coisas que são de responsabilidade de outros atores. Por isso, precisamos que a rede trabalhe. Só assim conseguiremos fazer tudo o que é necessário para dar esse salto”, afirmou a analista de infraestrutura do MDR Ana Paula Bruno.

Saiba mais: Operação do Eixo-Norte de integração do Rio São Francisco é retomado pelo governo

Circuito Urbano 2020

O debate foi parte do evento ‘Cidades Pós-Covid-19: Diálogos entre o Brasil e a África lusófona”, promovido pela ONU Habitat. A série de webinares ocorre durante todo o mês de outubro para abordar temáticas e desafios das cidades no futuro. Além de representantes do Brasil, acompanharam o debate técnicos e especialistas de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

A elaboração da Carta Brasileira para Cidades Inteligentes é apoiada pelo Projeto Apoio à Agenda Nacional de Desenvolvimento Urbano Sustentável (Andus), com a cooperação da Agência Alemã de Cooperação (GIZ) que tem o intuito de auxiliar a elaboração de uma estratégica nacional de desenvolvimento urbano, ancorada no tripé econômico-social-ambiental da sustentabilidade

O Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) estabeleceu-se em 1978, como resultado da Conferência das Nações Unidas sobre Assentamentos Humanos (Habitat I). Com sede em Nairóbi, capital do Quênia, é a agência das Nações Unidas que atua em prol do desenvolvimento urbano social, econômico e ambientalmente sustentável e promove a moradia adequada para todas e todos.

O ONU-Habitat está presente no Brasil há mais de 20 anos, atuando em projetos relacionados a diversos temas urbanos em cidades de todo o país. Atualmente, possui escritórios nas cidades do Rio de Janeiro e Maceió, e inaugurará um escritório no município de Maricá.

Popular

ONU alerta para agravamento da insegurança alimentar na América Central

O nível de insegurança alimentar está aumentando fortemente na América Central, onde quatro países enfrentam crises econômicas motivadas pela pandemia do novo coronavírus e catástrofes...

Netflix acrescenta novo filme sobre Pelé no rol de documentários

Um novo filme sobre Pelé é o mais recente lançamento de uma série de documentários que tem sido descrita como a era de ouro...

Flamengo vence Inter de virada e assume a liderança do Brasileiro

O Flamengo venceu o Internacional de virada por 2 a 1 na tarde deste domingo (21) no Maracanã em partida válida pela 37ª rodada do Campeonato...

Após 9º título do Australian Open, Djokovic desabafa sobre críticas: “Sou um ser humano”

Na manhã deste domingo (21), no horário de Brasília, o sérvio Novac Djokovic venceu o russo Daniil Medvedev na final do Aberto da Austrália,...